Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos

Projetos Acolher é Transformar e Projeto Acolher Jovem, Integrantes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos

A SEF – Sociedade Espírita Fraternidade, no que preceitua o art. 3.° da Lei N.º 12.435, de 6 de julho de 2011, em seu parágrafo primeiro, caracteriza-se como Entidade de Atendimento, isto é, “que presta serviços, executa programas e projetos e concede benefícios de prestação básica ou especial dirigidos às famílias e indivíduos em situação de vulnerabilidade ou risco social”.

Tendo em vista essa especificidade, em 2014, a SEF passou a oferecer o SCFV – Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, com base na Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais (Resolução CNAS n.º 109/2009) através dos Projetos Acolher é Transformar – que trabalha com famílias e o Projeto Acolher Jovem – Contraturno Escolar.

Foco

De acordo com o caderno de orientações técnicas sobre o SCFV para crianças e adolescentes de 6 a 15 anos, da Secretaria Nacional de Assistência Social e do Ministério Desenvolvimento Social e Combate à Fome, o Serviço tem como foco: a constituição de espaço de convivência; a formação para a participação e cidadania; o desenvolvimento do protagonismo; o desenvolvimento da autonomia das crianças e dos adolescentes a partir de interesses, demandas e potencialidades dessa faixa etária.

Objetivos

Complementar as ações da família e da comunidade na proteção e desenvolvimento, fortalecendo vínculos familiares e sociais; Assegurar espaços de referência para o convívio grupal, comunitário e social; Possibilitar a ampliação do universo informacional. Estimular a participação na vida pública do território; Contribuir para a inserção, reinserção e permanência no sistema educacional.

Público alvo

Projeto Acolher Jovem

  • Crianças e adolescentes ex-alunos do Núcleo Educacional Professora Clélia Rocha, desde que estejam matriculados na rede pública de ensino;
  • Crianças e adolescentes egressos ou cursando o 5.º ano do Ensino Fundamental do Núcleo Educacional Professora Clélia Rocha (NEPCR).

Projeto Acolher é Transformar

  • Crianças e adolescentes de famílias com precário acesso a renda e a serviços públicos e com dificuldades de manutenção.

Política de Atendimento

Art. 86. A política de atendimento dos direitos da criança e do adolescente far-se-á através de um conjunto articulado de ações governamentais e não governamentais da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

 
SCFV – Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos

Oficinas Socioeducativas do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos

Oficinas do Contraturno escolar Projeto Acolher Jovem

  • Crianças e Adolescentes de 11 a 14 anos: Artes plásticas – escultura; Robótica;Canto; Gastronomia; Socioeducativa

Oficinas do Projeto Acolher é Transformar

  • Adultos: Gastronomia e empreendedorismo; Reflexões com o Serviço Social;
  • Crianças de 0 a 12 anos, divididos pro faixa etária: artes como desenho, pinturas e brincadeiras socioeducativas.

Resultados Esperados

Conheçam e acessem seus direitos socioassistenciais e humanos; Compreendam e invistam em seu desenvolvimento integral; Valorizem a diversidade de opiniões e a resolução negociada de conflitos; Acessem e tenham garantidas práticas lúdicas, esportivas, cognitivas, de lazer e cultura; Convivam em um ambiente saudável, de respeito e valorização das diversidades étnicas, raciais, religiosas e sexuais; Sintam-se acolhidos e integrados; Expandam seus universos artísticos e culturais, suas habilidades, talentos e aptidões; Tenham maior conhecimento e capacidade de análise crítica da realidade; Sejam protegidos socialmente por suas famílias e comunidades, bem como acessem serviços, programas e equipamentos públicos.

Recursos Humanos

Projeto Acolher Jovem

  • Assistente Social – Participação nas oficinas desenvolvendo o acesso à cidadania, atuando nas expressões da questão social e realizando encaminhamentos ligados a demais políticas públicas (educação, habitação, emprego, saúde etc.);
  • Psicólogo – Oficinas de Desenvolvimento de Habilidades Sociais – DHS (olhar para si, resgate da história de vida, auto-controle, convivência, assertividade, solução de problemas interpessoais… )
  • Educadora Social – função exercida por profissional em formação acadêmica responsável pela criação de um ambiente de convivência participativo e democrático.

Projeto Acolher é Transformar

  • Assistente Social – Participação nas oficinas desenvolvendo o acesso à cidadania, atuando nas expressões da questão social e realizando encaminhamentos ligados a demais políticas públicas (educação, habitação, emprego, saúde etc.);
  • Psicólogo – Oficinas de Desenvolvimento de Habilidades Sociais – DHS (olhar para si, resgate da história de vida, auto-controle, convivência, assertividade, solução de problemas interpessoais… );
  • Educadores Sociais VOLUNTÁRIOS: função exercida por voluntários, parte deles com formação em pedagogia entre outras formações, sendo a coordenadora pedagógica com formação em Letras.

Nossos Parceiros

Parceiro Ypê  Parceiro Anticorpus  Parceiro BrasilCap  Parceiro Prefeitura de Niterói  Supermercado Pomar 
RISU  Parceiro Lise  Parceiro Maxcor  Parceiro Niterói Mais Huamana  Parceiro Ponto Jovem 
Parceiro Correio Espírita  Parceiro Rossi  Parceiro Shankhya  Parceiro Store Vision  Parceiro To View 
Parceiro Intercom Rio  Parceiro Intersystem  Parceiro Capemisa Social  Parceiro Emater Rio - Escritório Niterói / São Gonçalo  Parceiro Pilates Solidario 
Parceiro Simetria  Parceiro Circuito Saúde